PRÉMIOS

2019

Prémio de Melhor Atriz atribuído a Ana Palma, no âmbito dos Prémios de Teatro do Guia dos Teatros 2019, pelo seu trabalho nos espetáculos “A Vida como ela é”, “Black Stars” e “Display”, durante o ano de 2018. Votação do Público.

Prémio de Melhor Ator/Atriz Revelação atribuído a Rita Monteiro, no âmbito dos Prémios de Teatro do Guia dos Teatros 2019, pelo seu trabalho nos espetáculos “FLUX Daylight Project” e “Display”, ambos com texto e encenação de Carlos J. Pessoa, durante o ano de 2018. Votação do Público.

2019

Prémio de Melhor Encenação atribuído ao espetáculo “Still on the Road”, com texto de Carlos J. Pessoa e encenação de Ana Palma, no Lebanon International Theatre Festival of Women Monodrama, promovido pela Tiro Association for Arts e pelo Ministério da Cultura do Líbano.

2018

Menção Honrosa – Prémio do Júri atribuída ao espetáculo “Black Stars”, com texto e encenação de Carlos J. Pessoa, no âmbito do Prémio Internacional Il Teatro Nudo di Teresa Pomodoro, em Milão, promovido pelo Spazio Teatro No’hma, com o apoio da Comuna de Milão e o Alto Patrocínio da Presidência da República Italiana e do Ministérios dos Negócios Estrangeiros. Júri Internacional composto por Peter Stein, Eugenio Barba, Lluís Pasqual, Tadashi Suzuki, Lev Dodin, Stathis Livatinos, Ludovic Lagarde, Ruth Heynen, Enzo Moscato, Oskaras Korsunovas e Livia Pomodoro.

2018

Nomeações para os Globos de Ouros nas categorias de Melhor Atriz de Teatro, Ana Palma, e Melhor Ator Teatro, Elmano Sancho, pela interpretação no espetáculo “Display”

2016

Seleção EURODRAM – Rede Europeia de Tradução Teatral, pela peça “Ela Diz”.

2015

Prémio Autores, na Categoria de Teatro – Melhor Texto Português Representado, pelo espetáculo “Para uma encenação de Hamlet”, numa coautoria de Jorge Listopad e Carlos J. Pessoa.

2014

Nomeação para o Prémio Autores, na Categoria de Teatro – Melhor Texto Português Representado, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores, pelo espetáculo “Finge”.

2009

Prémio Melhor Texto Original Português atribuído a Carlos J. Pessoa, Melhor Atriz atribuído a Maria João Vicente e Melhor Desenho de Som atribuído a Daniel Cervantes pelo Guia dos Teatros, pelo espetáculo “ON THE ROAD ou a hora do Arco-Íris”.

2003

Nomeação para Melhor Atriz de Teatro, nos Globos de Ouro, para Maria João Vicente pela sua interpretação em “Adélia Z”.

2003

Menção Especial para Melhor Espetáculo pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro, atribuído ao espetáculo “Circo”.

2000

Prémio CyberKyoske99 – Género Drama atribuído a Carlos J. Pessoa pela peça “Desertos – evento didáctico seguido de um poema grátis”.

1993

Prémio Texto de Teatro atribuído a Carlos J. Pessoa no Concurso Teatro na Década do Clube Português de Artes e Ideias pelo espetáculo “Café Magnético”.

1993

Prémio de Produção Executiva do Teatro na Década do Clube Português de Artes e Ideias, atribuído a José Espada e João Rodrigues pela produção executiva de “Café Magnético”.

1992

Menção honrosa do Prémio Madalena de Azeredo Perdigão, atribuída a Carlos J. Pessoa, pela encenação de “A Cidade de Fausto”.