ONDE NÃO PUDERES AMAR NÃO TE DEMORES
TEATRO DO VÃO
6 A 9 DEZ 2018 | QUI A SÁB 21h00 E DOM 16H30 | TEATRO TABORDA

 

 

Onde não puderes amar não te demores é a latência do corpo do intérprete feito palavra da poeta. Na continuidade do trabalho assente na criação de objetos performativos desenvolvidos a partir de textos não dramáticos, Daniel Gorjão | Teatro do Vão, explora desta vez cartas escritas por Frida Kahlo ao longo da sua vi- da. Tendo no último projeto encenado um texto clássico da dramaturgia mundial, volta agora a um objeto íntimo, trabalhando assim a partir de um imaginário estético reconhecido por todos e criando uma dramaturgia-coreografia para um ator que se exporá na intimidade e na multiplicação visível das várias ideias de Frida.
É do imaginário de uma figura intemporal que se compõem estas cartas, na premissa de um corpo que sobrevive à sua condição física e que se perpetua para além de uma geografia e de um tempo.

 

Onde não puderes amar não te demores é sobre a dor lúcida e corrosiva que se testemunha no corpo do intérprete. É sobre o amor inquieto, vertiginoso, revelador, aquele que nos define.
É o ator que é uma Frida recontada a solo que se assume com a sua geografia, um corpo poético, que mapeia sensações.
É na memória coletiva que nos reencontramos com aquilo que inquieta, que vibra e comove. Apresentar este objeto num corpo masculino é um manifesto de liberdade. É devolver à figura da pintora a liberdade do seu género, a atualização das suas convicções.
É na memória coletiva que nos reencontramos com aquilo que inquieta, que vibra e comove. Apresentar este objecto num corpo masculino é um manifesto de liberdade. É devolver à figura da pintora a liberdade do seu género, a atualização das suas convicções.
É um espetáculo para o João e dele para o mundo. É um grito mudo que nos lembra a casa instante que no final só a ternura nos pode salvar.
A todos os que todos os dias me ensinam o amor incondicional obrigado. Todos os dias, a ti, João, o meu mais profundo obrigado.

Daniel Gorjão

FICHA ARTÍSTICA  E TÉCNICA
Direção Artística Daniel Gorjão Dramaturgia Maria Jorge Interpretação João Villas-Boas Apoio ao Movimento Maria Carvalho Desenho de Luz e Direção Técnica Sara Garrinhas Música Original e Sonoplastia Miguel Lucas Mendes Teaser e Imagem Promocional Miguel Leitão Figurinos JFD Ideas and Details Execução Figurinos Atelier Teresa Capitão Produção Executiva Mónica Talina Produção Teatro do Vão

Duração aprox. 45 MIN | M/16

+ infos e reservas 
producao@teatrodagaragem.com
218 854 190

 

Comments are closed.